boletim 67

INFORMATIVO #67
08 de janeiro de 2016

Visite nosso site 
RETROSPECTIVA 2015
Muitas águas rolaram no ano que se passou. Infelizmente, muita lama e sujeira também apareceram em 2015. A luta incansável da sociedade civil em órgãos colegiados por todo Brasil mostrou que a política de recursos hídricos deve ser levada sempre com seriedade e responsabilidade. A tragédia em Mariana revelou falhas graves na conduta da política das águas e que servirá para balisar as ações de usuários, sociedade civil e poder público na gestão dos recursos hídricos para os próximos anos. Acompanhe as principais manchetes dos informativos do Fonasc, mostrando as suas ações, principalmente dentro dos órgãos colegiados por todo País.

Retrospectiva mês a mês 

Maranhão
Após a matéria (PL 207/2014) que regulamenta o Fundo Estadual de Recursos Hídricos ter sido deliberada no atropelo dentro do Plenário do CONERH, pela Secretaria Estadual de Meio Ambiente, a sociedade civil protocolou documento ao governador do Estado recomendando para que não se dê os prosseguimentos de praxe relacionados ao PL 207/2014.
Aprovados
O Fonasc.CBH, em nome de seus coordenadores e de toda equipe, parabeniza todos os membros do Comitê Infanto Juvenil da Bacia Hidrográfica do Rio Jeniparana que obtiveram aprovação no seletivo do Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Maranhão (IFMA). O vice presidente de honra do Comitê, João Lucas Oliveira foi aprovado para o curso técnico em Meio Ambiente.
Mineroduto
A tragédia com a barragem de rejeito da Samarco, em Mariana, traz à tona a discussão sobre os impactos ambientais do uso de minerodutos para o transporte de minérios no País. Acompanhe a entrevista com os representantes do Fonasc.CBH em Minas Gerais, Gustavo Gazzinelli e Patrícia Generoso e do Gabriel Ribeiro – membro do Grupo de Estudos em Temáticas Ambientais da UFMG.

Leia mais 

                                                       números anteriores
Twitter
YouTube
Facebook
Website
Flickr
YouTube
Website
Google Plus

blogs

Vídeo

RECENTES