DIRETORIA DO COMITÊ DA BACIA DO RIO JENIPARANA FAZ BALANÇO SOBRE 2020 E EXPECTATIVAS PARA O PRÓXIMO ANO

Comitê reunido na escola Betesda.

Atendendo a uma sugestão da professora Clenilde Castro, gestora do Instituto Nossa Senhora da Conceição, parceira do CIJBHRJ e FONASC-CBH nas ações do Comitê, realizamos uma escuta com a direção do CBH, realizada na escola Betesda no dia 24 de novembro, formado por Ananda Regina Castro (Presidente), Carlos Alexandre (Vice Presidente), Evelly Raquelle (Secretaria), Júnior Silva (Vice Secretário) e Luís Felipe (Tesoureiro), as perspectivas foram as melhores e mais propositivas possíveis. A posse da nova diretoria, que seria em março, foi desmarcada devido à pandemia e a diretoria entende que a posse pode ser feita já em janeiro de 2021.
No ano da pandemia do coronavírus os cuidados com as crianças foram de suma importância para que as mesmas se mantivessem protegidas, mesmo assim o Comitê do Rio Jeniparana manteve suas atividades com reuniões remotas e ações localizadas, mantendo os cuidados com a população, em especial as crianças.

Quanto ao próximo ano o entendimento da diretoria é que a expectativas são as melhores e mais produtivas possíveis e ideias são o que não faltam para começar 2021 cuidando do Rio Jeniparana e promovendo ações de educação ambiental.

Material produzido pela diretoria sobre o Rio Jeniparana

Entre as principais ideias dos pequenos grandes ativistas estão a construção de um campo em frente a escola, a criação de um grupo interno de WhatsApp em que serão feitas discussões permanentes de ações e metas a serem cumpridas, onde a ideia é realizar reuniões uma vez ao mês durante quatro meses para propor e debater algum projeto e no quinto mês realizar este projeto.

Os projetos têm em vista não somente a preservação do Rio Jeniparana, mas também todo o entorno dele e a comunidade local, na ação de promover a conscientização da população através de agendas de debates para a importância das árvores, das plantas e da área verde, pois a água também nos dá alimento, como foi bem resumido pela diretoria que “a água é o coração do planeta”.

Membros do Comitê em conversa com Thereza Christina

Outros projetos envolvem também, na visão dos pequenos diretores, cobrar do próximo prefeito ações concretas para a preservação do meio ambiente, em que lembraram em especial o episódio da entrega da carta compromisso ao candidato Eduardo Braide (ver INFORMATIVO #135), pois o comitê entende que independe de quem seja o próximo prefeito da cidade, é preciso garantir e fazer o que os governos não fazem sobre o saneamento básico e preservação dos rios. Em resumo, cobrar para que os governantes cumpram com suas obrigações.

Por fim, a mensagem deixada por eles é de que é preciso a força da união e da coletividade para fazer os projetos avançarem e cada dia mais a comunidade como um todo esteja junta em defesa do Rio Jeniparana, evitando poluições e contribuindo com ações efetivas de reciclagem e educação ambiental.

CONFIRA MAIS DETALHES E BASTIDORES AQUI.

blogs

Vídeo

RECENTES