A COVID-19 e o Saneamento Básico no Brasil

Covid-19 e o saneamento básico

Desde 26 de fevereiro, o brasileiro se viu em outra realidade. Nós que estamos tão acostumados com o calor humano, agora, temos que nos mantermos afastados, já que o isolamento social é uma das formas de prevenção do Covid-19. Mas a prevenção de uma possível contaminação deste novo vírus, vai muito além do afastamento do convívio social.

Lavar as mãos, fazer a higiene de celulares, mesas, notebooks e maçanetas de portas, por exemplo, são alguns tipos de cuidados que devem ser tomados, pois a pessoa pode ser infectada através de superfícies contaminadas. Mas aqui encontramos um problema.

Milhares de brasileiros não tem acesso adequado a água e nem ao saneamento básico. Isso dificulta nas ações prevenção do coronavírus, como lavar as mãos. O saneamento básico é um problema que precisa de uma atenção especial, não só em tempos de pandemia, mas principalmente para construirmos um Brasil mais saudável e melhor desenvolvido para todos.

Um estudo realizado nos Países Baixos, detectou a presença do novo coronavírus em amostras de esgoto do aeroporto de Schiphol em Amsterdã e das estações de tratamento de esgoto (ETE) de Kaatsheuvel e Tilburg. O INCT ETEs Sustentáveis está se dedicando a uma pesquisa sobre o tema aqui no Brasil.

Fonte: INCT ETEs Sustentáveis

Para ler mais, clique aqui.

blogs

Vídeo

RECENTES