FONASC-CBH PARTICIPA DO FESTIVAL JURUENA VIVO DISCUTINDO O PROJETO COTA ZERO

FONASC-CBH PARTICIPA DO FESTIVAL JURUENA VIVO, DISCUTINDO O PROJETO COTA ZERO

 Texto: Ascom Fonasc.CBH
Data:
11/11/2019

A rede Juruena Vivo é formada por organizações da sociedade civil, agricultores familiares, indígenas, acadêmicos, coletivos (associações comunitária e fóruns de mobilização social), ao qual o Fonasc.CBH é um parceiro incansável na luta, representando a sociedade civil, principalmente em instâncias colegiadas.

No dia 27 de outubro de 2019 durante todo o dia, o Fonasc.CBH, representado na ocasião pela bióloga Luciana Ferraz, participou do Festival Juruena Vivo, na Gueba Pedreira, no Municipio de Juara. Na ocasião, debateu-se com os pescadores sobre o projeto  de Lei 668/2019, que proíbe o transporte da pesca no Estado por cinco anos, o chamado projeto Cota Zero, que se aprovado na Assembleia Legislativa pode virar Lei Estadual. Dentre  os pontos mais contestados  pelos pescadores estão: o não armazenamento de peixes no freezer da colônia ou da residência do pescador; a proibição de transportar e armazenar o pescado, podendo somente pescar e comer na beira do rio; pescadores profissionais só estão autorizados a pescar 150 kilos e não pode transportar o pescado por mais que 5 metros.

O Fonasc.CBH considera a importância de mobilizar a sociedade pois o Projeto de Lei será votado no próximo mês. A preocupação de todos é que caso o projeto seja aprovado, estima-se que 100 mil famílias podem ficar sem emprego e mais de 500 lojas de pesca podem fechar às portas em Mato Grosso. A medida ainda pode prejudicar representantes comerciais, catadores de iscas vivas, fabricantes de massinhas, extratores de minhocas, fabricantes de chumbadas, fabricantes de rosários, encastoares de anzol, entre outras atividades.

blogs

Vídeo

RECENTES