FONASC.CBH DIVULGA CARTA DE XAPURI

FONASC.CBH DIVULGA CARTA DE XAPURI

Texto: Ascom Fonasc.CBH
Data: 18/12/2018

Mais de 500 pessoas reunidas em Xapuri-AC se reuniram nos dias 15 e 17 deste mês com o objetivo de defender o legado do ativista Chico Mendes, falecido há 30 anos. A carta elaborada pelo Conselho Nacional das Populações Extrativistas relembra as conquistas de Chico Mendes e releva preocupação com o futuro.

Um dos trechos da carta fala que “Somente no ano de 2017, foram registrados mais de mil conflitos por terra, água ou trabalho nos campos e nas florestas do nosso país. Nos últimos 12 meses, foram ao menos 70 mortes. A última delas foi a do companheiro Gilson Maria Temponi, em Placas, no Pará. Imagina Chico, mais uma morte quando já estávamos aqui reunidos para honrar sua memória, nos 30 anos do seu assassinato, na porta dos fundos de sua casa, no dia 22 de dezembro de 1988, pelas balas traiçoeiras de uma espingarda disparada a mando do latifúndio”.

A carta também afirma que “…nem tudo é tristeza! Com grande alegria, aqui celebramos o seu legado. A luta de seus companheiros e companheiras transformou as Reservas Extrativistas! Aquela proposta de uso comum e coletivo das áreas de floresta pelas populações extrativistas que você apresentou no I Encontro Nacional dos Seringueiros, realizado em 1985, em Brasília, cresceu, tornou-se política pública, não só na Amazônia, mas também nos outros biomas brasileiros. Hoje são milhares de famílias, vivendo em milhões de hectares de áreas protegidas”.

Veja o teor completo da carta abaixo

Carta de Xapuri

blogs

Vídeo

RECENTES