O ROMPIMENTO DA BARRAGEM DE FUNDÃO EM MARIANA, MINAS GERAIS, BRASIL: A INCUBAÇÃO DE UM ACIDENTE ORGANIZACIONAL

O ROMPIMENTO DA BARRAGEM DE FUNDÃO EM MARIANA, MINAS GERAIS, BRASIL: A INCUBAÇÃO DE UM ACIDENTE ORGANIZACIONAL

Texto: Divulgação
Data: 03/05/2018

O artigo dos auditores fiscais da superintendência do trabalho em Minas Gerais, o médico Mário Parreiras de Faria e o engenheiro civil Marcos Ribeiro Botelho foi divulgado em uma revista portuguesa, especializada em saúde ocupacional. O artigo começa informando que a produção mineral gera um volume significativo de detritos. Estes são acumulados em barragens de grandes volumes que estão sujeitas a rompimentos de forma a provocar consequências ambientais e perdas de vidas das populações nas proximidades e dos trabalhadores envolvidos. Este artigo descreve o caso de rompimento de barragem de resíduos de minério de ferro, localizada no município de Mariana no Estado de Minas Gerais, Brasil.

Resultados

O estudo mostrou os eventos que ocorreram desde a implantação da Barragem de Fundão e que implicaram uma progressiva deterioração da capacidade de suporte do volume armazenado. Também aponta as falhas da empresa na correção das fragilidades que foram verificadas ao longo da sua história e que culminaram com o seu rompimento. Este ocasionou uma catástrofe ambiental sem precedentes na história da mineração brasileira e a morte de moradores locais e de trabalhadores que estavam na área da barragem.

A integra completa deste artigo você acessa aqui

O médico Mario Parreiras é membro do GT Segurança de Barragens por indicação do FONASC na CTAP-Camara Tecnica de Analise de Projetos co CNRH

 

blogs

Vídeo

RECENTES