Navegando em todos os artigos FONASC MARANHAO

FONASC.CBH SE REUNE COM SECRETÁRIO DE MEIO AMBIENTE

Postado Postado por Destaques, FONASC MARANHAO, NOTÍCIAS     Comments Sem comentários
mar
19

FONASC.CBH SE REUNE COM SECRETÁRIO DE MEIO AMBIENTE

Texto: Ascom Fonasc.CBH
Data: 19/03/2019

A vice-coordenadora nacional do Fonasc.CBH, Thereza Christina Pereira Castro e a conselheira nacional de recursos hídricos, Anacleide Andrade estiveram na manhã desta terça-feira, 19, reunidas com o secretário estadual de meio ambiente, Rafael Carvalho Ribeiro. Participaram ainda do encontro dois assessores do Fonasc.CBH e a assessora da SEMA, Liene Soares.

Na pauta da reunião, Thereza Christina apresentou as demandas dos Conselhos Estaduais de Recursos Hídricos (CONERH) e de Meio Ambiente (CONSEMA), além dos assuntos pertinentes a Comissão Interinstitucional de Educação Ambiental (CIEA-MA).

A coordenadora falou das instâncias de gestão nos colegiados contando as lições aprendidas, resgatando os grandes desafios de ambas as políticas como o Plano Estadual de Recursos Hídricos, o Fundo Estadual de Recursos Hídricos, a criação de CBH’s como o Itapecuru, a participação ativa do Maranhão dentro do CBH Parnaíba, dentre outros. Ela também expôs os desafios do Fonasc.CBH para o exercício da representação, quando vinha sendo impedido de participar das reuniões do conselho, trazendo prejuízos para o segmento da sociedade civil, bem como as perspectivas futuras. “Viemos aqui para apresentar uma agenda propositiva de ações em comum e demonstrar nossa preocupação quanto a nossa participação na governança de ambas as políticas, ou seja, se para participar da gestão das duas políticas vai ter que judicializar as propostas vindas dos colegiados ou se vai ser repactuado o papel de atuação da SEMA e do Fonasc.CBH”, indagou Thereza Christina.

A conselheira Anacleide, aproveitou o momento para questionar como certos funcionários da secretaria de meio ambiente adquirem “super poderes” para agir à frente dos órgãos colegiados, CONERH e CONSEMA.

Após ouvir atentamente toda a explanação do Fonasc.CBH, o secretário informou que pretende concluir o Plano Estadual de Recursos Hídricos e fortalecer os Comitês de Bacias Hidrográficas. “Estes são meus compromissos, pois queremos finalizar o Plano e criar os Institutos para dar mais suporte técnico para a questão da água e do meio ambiente”, disse.

Ao finalizar a reunião, o Fonasc.CBH acredita que um novo cenário está posto, diante de um novo gestor, profissional da área, que sabe ouvir e mostrando-se um homem público comprometido com os paradigmas da modernidade, da transparência, da descentralização e da participação da sociedade.

FONASC.CBH VAI PARTICIPAR DE AUDIÊNCIA PÚBLICA SOBRE EDUCAÇÃO

Postado Postado por Destaques, FONASC MARANHAO, NOTÍCIAS     Comments Sem comentários
mar
14

FONASC.CBH VAI PARTICIPAR DE AUDIÊNCIA PÚBLICA SOBRE EDUCAÇÃO

Texto: Ascom Fonasc.CBH
Data: 14/03/2019

 

A vice-coordenadora nacional do Fonasc.CBH, Thereza Christina Pereira Castro vai participar nesta sexta-feira, 15, da Audiência Pública que vai tratar o tema: “O protagonismo da educação comunitária e o impacto na educação pública de São Luís. A audiência será às 14h, na Biblioteca Pública Benedito Leite. O evento é uma promoção do Fórum das Escolas Comunitárias Filantrópicas de São Luís.

O evento será aberto ao público e visa fortalecer o debate em torno do papel desempenhado pelas escolas comunitárias para atender as demandas de educação.

O Fonasc.CBH tem as escolas comunitárias e o próprio Fórum como parceiro de longas datas. Com as escolas comunitárias da Cidade Olímpica e Cidade Operária desenvolve o projeto de educação ambiental desde 2011 que é o Comitê Infato Juvenil da Bacia Hidrográfica do Rio Jeniparana.

 

COORDENADORA DO FONASC.CBH PARTICIPA DE ENCONTRO DE MULHERES

Postado Postado por Destaques, FONASC MARANHAO, NOTÍCIAS     Comments Sem comentários
mar
14

COORDENADORA DO FONASC.CBH PARTICIPA DE ENCONTRO DE MULHERES

 

Texto: Ascom Fonasc.CBH
Data: 14/03/2019

A vice-coordenadora nacional do Fonasc.CBH, Thereza Christina Pereira Castro participou na manhã desta quinta-feira, 14, do Encontro de Mulheres, com o tema Mulher, Desafio e Aprendizagem. O evento foi promovido pelo Instituto Nossa Senhora Aparecida – IENSA, instituição que é parceira do Fonasc.CBH no projeto do Comitê Infanto Juvenil da Bacia Hidrográfica do Rio Jeniparana.

Esse já o 3º Encontro promovido pela instituição e teve como atividades ginástica laboral, momento de poesia, palestras, mensagens, brindes, momentos de beleza e café da manhã.

A vice-coordenadora disse que o Fonasc.CBH sempre valorizou e contou com a força das mulheres como atrizes principais no processo de gestão dos recursos hídricos e  ambientais. O exemplo disso está com a professora Judith Castro, parceira do Fonasc.CBH, que na ocasião fez a doação de livros para o IENSA.

FONASC.CBH PARTICIPA DA REUNIÃO PARA ELABORAÇÃO DO PLANO DE BACIA DO RIO ITAPECURU

Postado Postado por Destaques, FONASC MARANHAO, NOTÍCIAS     Comments Sem comentários
mar
14

FONASC.CBH PARTICIPA DA REUNIÃO PARA ELABORAÇÃO DO PLANO DE BACIA DO RIO ITAPECURU

Texto: Ascom Fonasc.CBH
Data: 14/03/2019

Nesta quarta-feira, 13, a vice-coordenadora nacional do Fonasc.CBH, Thereza Christina Pereira Castro participou da reunião que tratou das ações para elaboração do Plano de Bacia Hidrográfica do Rio Itapecuru. O encontro ocorreu no auditório do Centro de Ciências Sociais, da Universidade Estadual do Maranhão – UEMA.

O objetivo da reunião técnica foi de apresentar à comunidade o que foi planejado pela equipe que está à frente dos trabalhos e mostrar as estratégias que serão adotadas para a execução do Plano de Bacia.

Thereza observou que faltou a participação do órgão gestor da política e também da ausência do Conselho Estadual de Recursos Hídricos nesse debate. “Temos impressão que o Plano está sendo elaborado de modo paralelo ao sistema estadual de gerenciamento de recursos hídricos, o que acaba por empobrecer o trabalho, com as ausências de atores como a SEMA e as duas instâncias máximas da Política como os Conselhos de Meio Ambiente e de Recursos Hídricos, uma vez que cabe ao conselho a aprovação do Plano”, ressaltou Thereza Christina.

Para o professor Luiz Carlos Araújo dos Santos, coordenador do Projeto, a reunião sobre o Plano de Bacia Hidrográfica do Rio Itapecuru, em parceria com a CODEVASF, buscou discutir a metodologia de trabalho e apresentar um relatório parcial do planejamento de todo o processo de execução do projeto.

Várias instituições estiveram presentes na reunião como: FONASC.CBH, CAEMA, IMESC, SEMURH, Conselho Nacional de Recursos Hídricos, FAEMA, SENAR, NUGEO, CCSA, CECEN, Engenharia de Pesca, Comitê da Bacia Hidrográfica do Mearim e acadêmicos do curso de Geografia.

A construção do Plano de Bacia é uma parceria firmada através de convênio entre a UEMA, por meio da Pró-Reitoria de Extensão e Assuntos Estudantis (PROEXAE), com a Fundação de Amparo à Pesquisa e Extensão (FAPEAD) e a Companhia de Desenvolvimento dos Vales do São Francisco e do Parnaíba (CODEVASF).

A Elaboração do Plano de Bacia Hidrográfica do Rio Itapecuru está consubstanciada no convênio nº 808800/2016-CODEVASF/UEMA/FAPEAD e o Termo de Referência (TR) está em sintonia com a Lei Federal nº 9.433, de 8 de janeiro de 1997, que instituiu a Política Nacional de Recursos Hídricos.

Dados técnicos do Rio Itapecuru

O Rio Itapecuru é um curso d’água brasileiro que banha o Estado do Maranhão. Com 1.450 km de extensão e largura que varia de 50 a 120 metros, nasce no sul do Estado e flui no sentido nordeste–norte até desaguar na baía de São José, golfão Maranhense.

Com 52.972,1 km² e ocupando 16% do território estadual, a bacia do Itapecuru é genuinamente maranhense e abastece 75% da população de São Luís, além de outras cidades.

ALERTA – CABO DA BARRAGEM DE PERICUMÃ SE ROMPE E INUNDA BAIRROS NO MUNICÍPIO DE PINHEIRO-MA

Postado Postado por Destaques, FONASC MARANHAO, NOTÍCIAS     Comments Sem comentários
fev
13

ALERTA – CABO DA BARRAGEM DE PERICUMÃ SE ROMPE E INUNDA BAIRROS NO MUNICÍPIO DE PINHEIRO-MA

Texto: do G1 Maranhão com Ascom Fonasc.CBH
Data: 13/02/2019

O período de chuvas no Maranhão colocou em alerta a barragem de Pericumã, no município de Pinheiro, distante a 333 km da capital São Luís. Na última segunda-feira, 11, um cabo da barragem se rompeu e inundou bairros próximos à barragem. As chuvas expuseram a falta de infraestrutura na barragem do Pericumã, que foi inaugurada em 1982.

A abertura das comportas não funciona em consequência dos problemas causados pela ferrugem, por isso, as áreas mais próximas estão sendo alagadas. Até o momento, o bairro da Matriz é o mais afetado.

O Governo do Estado informou que a responsabilidade pela barragem do Pericumã é do Departamento Nacional de Obras Contra as Secas (Dnocs), mas disse que está acompanhando a situação por meio das secretarias de estado da infraestrutura e do meio ambiente. O governo informou que notificou na terça-feira (12) o Dnocs para a avaliação de risco, apresentação da declaração de estabilidade e do plano de segurança da barragem.

O Dnocs disse que encaminhará equipes para vistoriar o local nos próximos dias. A visita será acompanhada pela Secretaria de Infraestrutura (Sinfra). O Corpo de Bombeiros informou que os danos causados pela inundação foram pontuais e não há registro de desabrigados.

FONASC.CBH TROUXE A DISCUSSÃO DAS BARRAGENS PARA O MARANHÃO

Postado Postado por Destaques, FONASC MARANHAO, NOTÍCIAS     Comments Sem comentários
fev
7

FONASC.CBH TROUXE A DISCUSSÃO DAS BARRAGENS PARA O MARANHÃO

Texto: Ascom Fonasc.CBH
Data: 07/02/2019

A vice-coordenadora nacional do Fonasc.CBH concedeu entrevistas aos veículos de imprensa do Maranhão para falar da situação das barragens no Estado e também da atuação do Fonasc.CBH em todo Brasil. De acordo com ela, o Fonasc.CBH vem lutando pela segurança de barragens em todo Brasil, desde que a política nacional sobre o assunto foi estabelecida em 2010 e que ano após anos, a entidade vem colaborando com os estudos da Agência Nacional de Água – ANA, que são referendados pelo Conselho Nacional de Recursos Hídricos, do qual o Fonasc.CBH tem assento. Veja as entrevistas nos links abaixo:

Entrevista ao portal Imirante 

Entrevista para Repórter Brasil da EBC

Entrevista para Sala de Imprensa da TV Assembleia do Maranhão

FONASC.CBH COLABORA COM CADERNO PEDAGÓGICO SOBRE SANEAMENTO BÁSICO E ÁGUA

Postado Postado por Destaques, FONASC MARANHAO, NOTÍCIAS     Comments Sem comentários
fev
7

FONASC.CBH COLABORA COM CADERNO PEDAGÓGICO SOBRE SANEAMENTO BÁSICO E ÁGUA

 

Texto: Ascom Fonasc.CBH
Data: 07/02/2019

O Fonasc.CBH está colaborando com a confecção de material pedagógico sobre saneamento básico e água. A previsão é de que o material seja lançado durante a semana da água, em março deste ano.

O material de iniciativa da Companhia Ambiental do Maranhão (Caema) e a Secretaria Estadual de Meio Ambiente (Seduc) tem por objetivo dar apoio pedagógico aos professores, ensinando às crianças e adolescentes temas como saneamento básico, rede coletora de esgoto, reaproveitamento e reuso da água, bem como toda a legislação que dá amparo às políticas públicas de saneamento e água.

Após a impressão do material, o Fonasc.CBH e as demais entidades devem realizar ações de formações pedagógicas com os professores e distribuir o material, para seja aplicado em sala de aula.

 

FONASC-MA TROUXE A DISCUSSÃO DE SEGURANÇA DE BARRAGENS PARA SÃO LUÍS

Postado Postado por Destaques, FONASC MARANHAO, NOTÍCIAS     Comments Sem comentários
jan
29

FONASC-MA TROUXE A DISCUSSÃO DE SEGURANÇA DE BARRAGENS PARA SÃO LUÍS

Texto: Ascom Fonasc.CBH
Data: 29/01/2019

Depois do rompimento da barragem de Córrego do Feijão em Brumadinho-MG, muitas pessoas têm replicado nas redes sociais imagens da área industrial de São Luís que preocupam quanto a um provável acidente de mesmas proporções do que ocorreu em Minas.

Antes mesmo disso, o Fonasc.CBH, através do seu escritório no Maranhão, colocou a cidade na rota das discussões sobre Segurança de Barragens, quando trouxe para capital maranhense a rodada nacional de oficinas “Revisando a Segurança de Barragens”, em novembro de 2016.

O evento, promovido pela Associação Brasileira de Recursos Hídricos (ABRH), teve o apoio e organização do Fonasc.CBH e uma programação extensa sob o comando da Profa Dra Jussara Cruz. Na época, a vice-coordenadora nacional do Fonasc.CBH, Thereza Christina Pereira Castro disse que trazer a discussão para o Estado do Maranhão foi bastante oportuno para construir um arcabouço legal atualizado a fim de evitar acidentes e tragédias como o caso de Mariana.

Ambientalistas, técnicos, especialistas e órgãos ligados ao setor e a sociedade civil trouxeram contribuições que foram consolidadas, sistematizadas e levadas para as instâncias colegiadas e de decisão.

 

 

 

FONASC-MA ASSINA CARTA EM DEFESA À COORDENAÇÃO DE TEMAS SOCIOEDUCACIONAIS DA SEDUC

Postado Postado por Destaques, FONASC MARANHAO, NOTÍCIAS     Comments Sem comentários
jan
23

FONASC-MA ASSINA CARTA EM  DEFESA À COORDENAÇÃO DE TEMAS SOCIOEDUCACIONAIS DA SEDUC

Texto: Ascom Fonasc.CBH
Data: 23/01/2019

O Fonasc.CBH assinou e protocolou documento encaminhado ao gabinete do governador do Maranhão, Flávio Dino, na tarde desta quarta-feira, dia 23. O documento é uma carta em defesa da permanência da Coordenação dos Temas Socioeducacionais da Secretaria Estadual de Educação (Seduc) e também dos servidores que fazem parte da equipe desta Coordenação.

Com razoabilidade, a carta expõe as qualificações de toda a equipe, bem como de todo o trabalho já consolidado pela Coordenação. As entidades da sociedade civil organizada e militantes envolvidos com os temas socioeducacionais assinaram o documento na tentativa de que o governador venha a reconsiderar a mudança de coordenação para assessoria e de reintegrar os membros da coordenação.

Segue abaixo o documento na íntegra e as entidades que subescreveram e também a imagem com o registro de protocolo.

 

CARTA ABERTA AO SENHOR GOVERNADOR DO ESTADO DO MARANHÃO FLÁVIO DINO

EM DEFESA DA COORDENAÇÃO DOS TEMAS SOCIOEDUCACIONAIS

Em função dos processos de formação inicial, centrado no modelo disciplinar, um dos grandes desafios para os professores é o conteúdo relativo às questões relacionadas às dimensões sociais, culturais, éticas, econômicas, ambientais e estruturais presentes na escola, na comunidade, nos lares, no nosso cotidiano.

A Secretaria de Estado da Educação (Seduc), órgão gestor estadual, tem oferecido subsídios teórico-metodológicos e a proposição de ações, em parceria com outras inúmeras instituições, para a elaboração de estratégias que visam atender as demandas e os desafios socioeducacionais.

A Seduc possui em seu organograma a coordenação dos temas socioeducacionais e tem uma coesa e pequena equipe – reconhecida inclusive nas instâncias federais – com trabalhos já consolidados em mais de uma década. As pessoas que compõe essa equipe são agentes com ampla experiência e vasto conhecimento da transversalidade dos temas que só a educação e o social agregam. São estes agentes que acompanham a mais de 10 anos, grandes ações como as Conferências Infanto Juvenil do Meio Ambiente, consolidação do Plano Estadual de Educação Ambiental, dentre outros.

Infelizmente, é essa equipe que está no alvo de mudanças e remanejamentos. Claro que é mais que natural que a cada novo governo, sendo ele de reeleição ou não, promovam  mudanças, das quais ocorrem por conveniência do gestor público, sabendo-se que a legislação o assegura de que a defesa do interesse público se sobressai ao interesse particular. Entretanto, promover readequações a ponto de que estas venham a estagnarem as demandas socioeducacionais já não se estaria “no lucro”, mas recorrendo ao adágio popular devemos observar que “em time que está ganhando não se mexe”.

A coordenação de assuntos socioeducacionais têm-se apresentado como demandas em Cidadania e Direitos Humanos, Segurança Alimentar, Educação Ambiental e Educação Financeira e Fiscal.

Vejamos alguns resultados, fruto do trabalho desta equipe da coordenação de assuntos socioeducacionais da Seduc:

                 Ação                                                                                Entidades envolvidas

Política Estadual de Educação Ambiental                              CIEA SEDUC E SEMA

Atuação no Conselho Estadual de Meio                                Várias entidades
Ambiente e demais órgãos colegiados

Plano de Manejo do APA do Maracanã                                  SEDUC E SEMA

Formação com o Caderno de Apoio Pedagógico
de Educação Alimentar e Nutricional – GT Educação       SEDUC E SEDES
alimentar e nutricional (CAISAN)

Plano Diretor Bacia do Bacanga                                               SEDUC E SEDES

Grupo de Trabalho: produção do Caderno                            SEDUC E CAEMA

Plano de combate à violência sexual                                      SEDUC E SEDIHPOP

Plano estadual de medidas socioeducativas                        SEDUC E SEDIHPOP

Formação com o Caderno Pedagógico de
Educação para o Trânsito                                                        SEDUC, S.O.S. VIDA e DETRAN

Ações do Conselho Deliberativo CONDEL/PROVITA       SEDUC e SEDIHPOP

Formação para conselhos escolares                                      SEDUC E SEFAZ

Formação em Educação para o Consumo                            SEDUC E PROCON

Diante do exposto, encaminhamos a nossa solicitação para que a coordenação de assuntos socioeducacionais não se transforme em uma simples assessoria, com poucos recursos humanos e, que também se reconsidere o remanejamento dos profissionais que estavam atuando junto à coordenação, sob pena de iniciarmos tudo outra vez, observados os avanços da atual equipe em detrimento aos prejuízos dados por novos atores, dentro dos desafios e demandas já consolidadas pela equipe da coordenação.

Colocamos-nos à disposição para os esclarecimentos, bem como colaborar para o aperfeiçoamento e aprimoramento dos temas socioeducacionais.

 

São Luís, 23 de janeiro de 2019

 

Amarildo Jonhkri Canela – Estudante indígena do curso de Licenciatura Intercultural da UEMA da Terra indígena Canela – Município de Fernando Falcão.

Associação de Desenvolvimento Socioambiental da Bacia Hidrográfica do Rio Mearim (Guapé)

Coletivo Jovem de Meio Ambiente

Instituto Ideas

Instituto Socio Assistencial Educando

Fábio Dias Souza Timbira – liderança indígena do Conselho de Liderança da Aldeia Esperança da Terra Indigena Geralda Toco Preto, do povo Krepyn Katejê – Município de Itaipava de Grajaú

Fórum Nacional da Sociedade Civil nos Comitês de Bacias Hidrográficas – Fonasc.CBH

Jailson Conpei Canela – Estudante indígena do curso de Licenciatura Intercultural da UEMA da Terra indígena Canela – Município de Fernando Falcão.

Joaquim Gavião – Terra Indígena Governador-Aldeia Rubiácia Amarante do Maranhão

Laurinete Costa Coelho – Superintendente de Educação Ambiental de Viana

Movimento Arariba

Paróquia Nossa Senhora das Graças e do Bom Caminho – Peritoró-MA

Professor Francisco Silva de Oliveira – Penalva-MA

Professor Ricardo Barbieri – Prof. Titular da UFMA – Depart. de Oceanografia e Limnologia

Rede de Gestão Ambiental do Maranhão – Regeama

 

protocolo da carta ao gov

 

FONASC-MA – ESCOLAS ENCERRAM ATIVIDADES COM FORMATURAS

Postado Postado por Destaques, FONASC MARANHAO, NOTÍCIAS     Comments Sem comentários
dez
17

FONASC-MA – ESCOLAS COMUNITÁRIAS ENCERRAM ATIVIDADES COM FORMATURAS

Texto: Ascom Fonasc.CBH
Data: 17/12/2018

As escolas comunitárias, parcerias do Fonasc.CBH, através do Comitê Infanto Juvenil da Bacia Hidrográfica do Rio Jeniparana, encerraram neste final de semana as atividades pedagógicas com formaturas e ações solidárias. As escolas Casulo, Educando, Nossa Senhora Aparecida e Betesda organizaram uma linda programação para os alunos e seus familiares.

Como é de praxe, o final do ano sempre reserva momentos como este em que se relembram das diversas ações e atividades desempenhadas ao longo de todo ano letivo e com certeza, entre as escolas comunitárias, o destaque é o cuidado com os recursos hídricos e o meio ambiente. A prova disso foi a participação das escolas nas etapas da V Conferência Infanto Juvenil pelo Meio Ambiente, cujo tema foi sobre o cuidar das águas. Ali cada escola inscreveu um projeto e as escolas parceiras do Fonasc.CBH já possuíam práticas de redução e reuso da água e puderam utilizar seus projetos para participar do evento nacional.

A vice-coordenadora nacional do Fonasc.CBH, Thereza Christina Pereira Castro, ressalta a importância desse trabalho. “As escolas já desenvolvem em seu dia-a-dia práticas que ajudam na preservação e conservação dos recursos hídricos e do meio ambiente. Chegar ao final do ano nas festas de formatura e celebrar o senso do dever cumprido”, disse.

Categorias

blogs

Vídeo

RECENTES